terça-feira, 27 de junho de 2017

Em Trindade Campanha de Saúde Visual consegue agendar 2.256 exames oftalmológicos

Com a Campanha “Saúde Visual” realizada pela Prefeitura de Trindade, por meio da Secretaria de Saúde em parceria com a ONG “Olhar Pelo Próximo”, conseguiu entre os dias 19 a 24 de junho por meio de palestras e conscientização agendar 2.256 exames oftalmológicos, nessa 1ª etapa.


Agendamentos entre os dias:
Dia 19/06 - 576
Dia 20/06 - 529
Dia 21/06 - 405
Dia 22/06 - 358
Dia 23/06 - 354
Dia 24/06 - 34
Total: 2.256 pessoas encaminhadas para a realização de exames oftalmológicos.

Da Assessoria de Comunicação - PMT

Nessa sexta-feira, dia 30 - Ipubi viverá o São João Cultural

Na próxima sexta-feira (30) a partir das 16h no Parque de Eventos, o município de Ipubi viverá o São João Cultural. Realizado pela Prefeitura, a programação contará com apresentações de 20 quadrilhas juninas, incluindo a Zabumbá, desfile das Rainhas mirins juninas, diversos programas da Secretaria de Ação Social junto das escolas municipais, estaduais e particulares que abrilhantarão ainda mais o dia que promete movimentar a cidade. Além de comidas típicas ao som do autêntico forró pé de serra e shows artísticos com Jorge do Acordeon e Érica Diniz.
“Venha se divertir nessa sexta-feira a partir das 04 da tarde do parque de eventos de Ipubi no São João Cultural da nossa cidade”, convidou o prefeito Chico Siqueira (PSB) que irá promover no seu primeiro ano da nova gestão um encontro de raízes e muita alegria para a população ipubiense.
Da Assessoria de Comunicação - PMI

segunda-feira, 26 de junho de 2017

CEF - TRABALHADORES TÊM ATÉ SEXTA-FEIRA PARA SACAR ABONO DO PIS/PASEP 2015

Mais de R$ 1,083 bilhão estão disponíveis – até a próxima sexta-feira (30) – na Caixa Econômica Federal e no Banco do Brasil para trabalhadores e servidores públicos que tenham cumprido pelo menos 30 dias de trabalho em 2015. Cada um pode ter até R$ 937 a receber, o valor de um salário mínimo. No entanto, 1,83 milhão de pessoas ainda não foram reclamar os recursos.

Trata-se do abono dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) relativo ao ano-base 2015. Caso o valor não seja sacado por quem de direito até o prazo final, será destinado ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Têm direito ao abono, distribuído anualmente, os trabalhadores inscritos nos programas há pelo menos cinco anos, e que tenham trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias no ano de referência, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. É necessário ainda que os trabalhadores tenham tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais). 

A Caixa é responsável pelo pagamento do abono PIS a trabalhadores com carteira assinada, enquanto o Banco do Brasil disponibiliza o Pasep a servidores públicos.

Balanço 

Segundo a Caixa, até quinta-feira (22), cerca de 1,5 milhão de trabalhadores ainda não tinham sacado R$ 770,1 milhões em benefícios. Também até o fim do dia de quinta-feira, segundo o Banco do Brasil, 330 mil pessoas ainda não haviam sacado R$ 313,7 milhões.

Para sacar o PIS, o trabalhador que tiver Cartão Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir aos terminais de autoatendimento da Caixa ou a uma casa lotérica. Caso não tenha o cartão, pode receber o valor em uma agência da Caixa apresentando documento de identificação. Informações podem ser obtidas pelo telefone 0800 726 0227.

Os servidores públicos com direito ao Pasep devem verificar se houve depósito em conta. Caso isso não ocorra, devem procurar uma agência do Banco do Brasil e apresentar um documento de identificação. Mais informações podem ser obtidas pelo número 0800 729 0001.


Da Agência Brasil

NA 6ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE TRINDADE PREFEITO ANUNCIA AQUISIÇÃO DE UMA MÁQUINA DE RAIO X E 02 AUTOMÓVEIS 0KM

A Prefeitura de Trindade, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e Conselho Municipal de Saúde realizou nessa terça-feira (21) a 6ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE de Trindade.
O Tema central foi “Direito Conquistas e Defesa de um SUS Público e de Qualidade”. O objetivo principal deste evento foi impulsionar, reafirmar, buscar a efetividade dos princípios e diretrizes do SUS, para garantir a saúde como direito, com sua universalidade, integralidade e equidade, com políticas que reduzam as desigualdades, melhorem as condições de acesso, acolhimento e qualidade no atendimento. Além de mobilizar e fortalecer a sociedade sobre o direito à saúde e sua participação na defesa dos SUS, avaliando o sistema de saúde, elaborando propostas a partir das necessidades de saúde, participando na construção do Plano Plurianual e Plano Municipal de Saúde.
O prefeito Dr. Everton Costa (PSB) falou emocionado das conquistas e dos avanços já nessa nova gestão. O executivo anunciou ainda a aquisição de uma máquina de Raio X e 02 automóveis 0km para a Secretaria de Saúde, do qual irá promover mais melhorias no atendimento as necessidades da população trindadense.
A conferencista, Dra Quitéria Magalhães da cidade de Juazeiro do Norte – CE, apresentou a palestra magna, ao final foi aberto um debate. Após perguntas e respostas com esclarecimentos da palestrante e também do prefeito e secretária municipal, foi servido um coffee break e em seguida, 3 grupos se dirigiram as salas e apresentaram para votação dos delegados, em plenária, as propostas diante dos seguintes eixos:  Grupo 1: Direito à Saúde, Garantia de Acesso e Atenção de Qualidade; Grupo 2: Participação e Controle Social no Fortalecimento do SUS e o Grupo 3: Gestão, Financiamento, Valorização do trabalho e da Educação em Saúde no SUS.
A Secretária de Saúde fez seu discurso agradecendo a presença de todos que fizeram parte da conferência e honrou cada membro da equipe da gestão por se disponibilizar em somar junto da gestão, visando melhores resultados para o bem e a saúde de todos os trindadenses.
Também estiveram presentes no evento o vice-prefeito Jaécio Sá, os vereadores professor Derisvan, professora Havana e Polianna Sá, os secretários municipais Juka Sá (Educação), Marcos Pereira Lima (Agricultura), Tequinha (Indústria Comércio e Mineração), Raimundo Sabino representante do Conselho Municipal de Saúde e Flávia Queiroz do Mãe Coruja e representante da IX Geres, entre diversas outras autoridades, profissionais da saúde e sociedade civil.
Da Assessoria de Comunicação – PMT

ATOR FÁBIO ASSUNÇÃO PEDE DESCULPAS E DIZ QUE ERROU AO SE “EXCEDER” EM ARCOVERDE

O ator Fábio Assunção lamentou a confusão que terminou em sua prisão no município de Arcoverde (PE), no Sertão do Moxotó, no sábado (24). Em pronunciamento feito nas suas redes sociais, ele disse que lamentava “muitíssimo” o ocorrido e que será responsável por todos os danos causados. “Peço a todos sinceras desculpas. Não é fácil, mas reconhecer meus erros e procurar sempre aprender com eles é o que eu desejo”, afirmou o ator.
Ele também agradeceu as manifestações de carinho que recebeu e garantiu que não fez uso de nenhuma droga ilícita. “Errei ao me exceder. Não fiz uso de nenhuma droga ilícita – o que será comprovado pelo exame toxicológico que eu mesmo pedi para ser feito. Serei responsável pelos danos causados. Agora estou bem”, ressaltou.
Fábio Assunção foi liberado em audiência de custódia realizada no Fórum de Arcoverde, em Pernambuco, após pagar uma fiança de dez salários mínimos – equivalente a R$ 9.370 – arbitrada pelo juiz Thiago Pacheco. O plantonista analisou o flagrante feito na Delegacia de Polícia da 156ª Circunscrição de Arcoverde e decidiu que, após pagar o valor, Assunção poderia responder em liberdade pelos crimes de dano qualificado ao patrimônio público, desacato a autoridade, desobediência e resistência à prisão.
Confiram a íntegra da nota publicada no Instagram oficial do ator (@fabioassuncaooficial):
“Lamento muitíssimo o ocorrido em Arcoverde. Era uma noite de celebração. Tínhamos acabado de exibir nosso documentário filmado no Sertão pernambucano no palco principal do festival de São João. Então fomos com a equipe confraternizar e a situação saiu do controle. Infelizmente aconteceu uma briga. Errei ao me exceder. Não fiz uso de nenhuma droga ilícita – o que será comprovado pelo exame toxicológico que eu mesmo pedi para ser feito. Serei responsável pelos danos causados. Agora estou bem. Agradeço pelas tantas manifestações de carinho e apoio que recebi. Peço a todos sinceras desculpas. Não é fácil, mas reconhecer meus erros e procurar sempre aprender com eles é o que eu desejo.” Fábio.
(Com informações da FolhaPE/foto divulgação)

Governo de Pernambuco entrega mais 53 viaturas para as Polícias Militar, Científica e Civil

PM

Ação faz parte do Plano de Segurança, lançado no mês de abril, que prevê um investimento de R$ 300 milhões na área

 
O governador Paulo Câmara entregou, ontem (15.06), mais 53 viaturas com o objetivo de fortalecer as ações da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) e da Polícia Científica. Desse total, 36 caminhonetes serão destinadas ao policiamento ordinário da PM no Agreste e no Sertão do Estado. Outras 16 atuarão nas gerências de Polícia Científica do Recife e do Interior do Estado e uma reforçará a Polícia Civil . Os veículos - todos do modelo Hilux 4x2 - estarão nas ruas a partir de hoje e fazem parte da renovação de frota que acontece a cada dois anos. A ação integra o Plano de Segurança de Pernambuco, lançado em abril, que prevê investimentos de cerca de R$ 300 milhões na área.
 
"Estamos reforçando a nossa frota, substituindo e ampliando o número de viaturas para que as forças de segurança possam atuar da melhor maneira. O Plano de Segurança está estruturando todas as áreas da nossa segurança pública, o que nos dá a certeza de que Pernambuco avançará muito na construção de uma cultura de paz", destacou o governador Paulo Câmara.
 
Para a renovação e ampliação das frotas, está previsto um investimento de mais R$ 80 milhões para continuar as entregas de novas viaturas em 2017. Ao todo, serão 320 novas caminhonetes e outros 487 novos veículos do tipo hatch e utilitários para todas as regiões do Estado. Também está sendo providenciada a aquisição de 700 novas motocicletas e 3,5 mil kits de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Já o Batalhão de Choque receberá 12 novos veículos, são eles: três micro-ônibus, quatro vans com 16 lugares cada, quatro caminhonetes 4x4 e um ônibus com 40 lugares.

Entre outras ações já anunciadas e que também integram o Plano de Segurança de Pernambuco estão a mudança da Companhia Independente de Operações Especiais (CIOE) para a criação do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), composto por 300 profissionais especializados; a sanção da Lei que cria o 1º Batalhão Integrado Especializado de Policiamento (Biesp), em Caruaru; a promoção de oficiais, subtenentes e sargentos da PMPE; e a criação da 9ª Companhia Independente da PM em Araripina, que atuará no policiamento ostensivo do município.

Fotos: Wagner Ramos/SEI

Lula lidera, e em 2º tem empate de Bolsonaro e Marina

Pesquisa Datafolha
Folha de São Paulo

Pesquisa realizada pelo Datafolha sobre intenções de voto para a disputa presidencial de 2018 apontam que o ex-presidente Lula (PT) manteve a liderança, com 29% a 30% das intenções de voto, seguido por Marina Silva (Rede) e Jair Bolsonaro (PSC).
O deputado federal registra tendência de alta. Tinha 8% em dezembro de 2016, passou a 14% em abril e agora aparece com 16%, sempre no cenário em que o candidato do PSDB é o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.
O tucano, por sua vez, oscilou positivamente em simulações de primeiro e segundo turnos, mas a sua rejeição cresceu para 34%, atrás apenas da de Lula.
O ex-ministro do STF Joaquim Barbosa (sem partido) aparece com 11%, em quarto. 

Temer: governo agoniza, não reage e comete erros

Folha de S. Paulo – Leandro Colon

O ministro da Justiça, Torquato Jardim, marca uma entrevista de última hora. Fala por menos de três minutos, foge das perguntas dos repórteres e deixa sozinho à mesa o diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello.
Episódios constrangedores e de comunicação desastrosa sobram no governo de Michel Temer, mas esse merece um lugar cativo: um ministro convoca a imprensa para bancar a permanência de quem ele já decidiu trocar, faltando apenas coragem para fazê-lo. Aos jornalistas o mesmo ministro evita garantir Daiello na direção da PF e ainda o abandona na frente das câmeras.
O governo Temer vive dias de pré-queda do governo Dilma Rousseff. Sem rumo, agoniza na Esplanada expondo falhas de estratégia, erros primários de comunicação, agenda internacional desprezível, e deslizes em votações essenciais como a da reforma trabalhista no Senado.
Depois de uma retomada de fôlego político nas semanas seguintes à revelação da delação da JBS, Temer termina o mês de junho em seu pior momento desde a divulgação do áudio do encontro com Joesley Batista.
Das ruas, o apoiou minguou, conforme mostra o Datafolha. Além dos pífios 7% de ótimo ou bom, em um ano subiu de 31% para 69% a avaliação "ruim ou péssimo" sobre o governo. Caiu de 42% para 23% a parcela que vê a gestão como "regular".
É diante deste cenário que a Procuradoria-Geral da República denunciará o presidente logo mais -no mínimo por corrupção passiva- em razão de sua relação com a JBS.
Impopular, investigado, provavelmente denunciado, e cada vez mais isolado, Temer não demonstra reação política. Aposta tudo na suposta fidelidade de uma base no Congresso e no discurso de que ele, Temer, é essencial na condução das reformas. O governo ficará inviável quando a mesma base perceber que o presidente se transformou em um problema e que não precisa mais dele no Planalto para aprová-las.
Pesquisa realizada pelo Datafolha sobre intenções de voto para a disputa presidencial de 2018 apontam que o ex-presidente Lula (PT) manteve a liderança, com 29% a 30% das intenções de voto, seguido por Marina Silva (Rede) e Jair Bolsonaro (PSC). 

Prouni do 2º semestre tem nova lista de convocados

Nesta segunda-feira
Convocados devem apresentar documentos nas universidades a partir desta segunda.
Do G1
O Ministério da Educação vai divulgar nesta segunda-feira (26) a segunda chamada do Programa Universidade para Todos (Prouni) do segundo semestre de 2017. Não há um horário definido em edital para que os resultados estejam disponíveis.
Os alunos convocados devem apresentar a documentação nas instituições de ensino a partir desta segunda (veja o calendário abaixo). Quem não cumprir os prazos, perderá o direito à bolsa.
Nesta edição são oferecidas 147.492 bolsas, sendo 67.603 integrais e 79.889 parciais em instituições particulares de ensino superior. A seleção é feita a partir do desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), levando em conta critérios socioeconômicos da família do estudante.
A lista de convocados na primeira chamada foi divulgada no dia 12 de junho.
No ano passado, na edição do meio do ano, foram oferecidas oferecidas 125.442 bolsas, sendo 57.092 integrais e 68.350 parciais ofertadas em 22.967 cursos de 901 instituições de ensino superior.
Para disputar uma bolsa parcial ou integral é necessário ter média de 450 pontos de nota mínima no Enem, ter sido aluno de escola pública ou bolsista na particular, e obedecer a alguns critérios socioeconômicos.
A bolsa integral é destinada aos estudantes que possuem renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Já o teto da bolsa parcial, de 50% do valor da mensalidade, é de até três salários mínimo.

Calendário do Prouni 2017.2

Veja abaixo das datas:
Resultado da segunda chamada: 26 de junho
Comprovação de informações: 26 a 30 de junho
Prazo para manifestar interesse em participar da lista de espera: 7 a 10 de julho

Planalto quer ação rápida contra denúncia de Janot

Na Câmara
Folha de S. Paulo
 poGustavo Uribe e Daniel Carvalho

Na semana decisiva para sua sobrevivência no cargo, o presidente Michel Temer tenta mobilizar a base aliada para barrar, já na primeira quinzena de julho, a denúncia que a Procuradoria-Geral da República deverá apresentar contra ele por corrupção.
Em reunião no Palácio do Alvorada neste domingo (25), o peemedebista discutiu com sete ministros, além de parlamentares, estratégia para lidar com denúncia preparada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.
O governo quer liquidar a denúncia em três semanas, mas não sabe ainda como será apresentada, se fatiada ou uma única peça, nem quando chegará ao Congresso.
Por isso, Temer deixou a equipe de sobreaviso para um novo encontro tão logo Janot conclua os trabalhos.
Além de abreviar prazos na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara, o Palácio do Planalto pretende garantir a nomeação de um relator próximo à gestão e um placar folgado na comissão para recusar a denúncia.
A ideia é que Temer use apenas três de dez sessões a que tem direito para apresentar sua defesa, pressionando o relator a elaborar a conclusão também em três sessões, e não nas cinco previstas.
O Planalto trabalha para que o presidente da CCJ, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), indique para a relatoria um parlamentar peemedebista gaúcho: Alceu Moreira ou Jones Martins. Os dois tiveram parte de suas campanhas eleitorais em 2014 financiadas por Michel Temer, como mostrou a Folha.
Além disso, o governo defende substituições de titulares e suplentes na CCJ para garantir a presença de parlamentares combativos, que defendam insistentemente o presidente em discussões.
Neste domingo (25), a Folha mostrou que um quinto dos 66 titulares que julgarão a procedência da denúncia na comissão já foi citado em planilhas de pagamentos ou nas delações de executivos da Odebrecht e da JBS.
A avaliação do Palácio do Planalto é que, quanto mais se estender a tramitação da denúncia, maior será o desgaste do presidente e a duração da crise política, que tem afetado o cronograma das reformas governistas.
Caso não seja possível liquidar a fatura antes do início do recesso parlamentar, que começa em 18 de julho, a base aliada articula o adiamento das "férias", segurando a votação da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias). 

Aécio: foto que era fraude e virou prova

O Globo – Elio Gaspari
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, reforçou o pedido de prisão preventiva do senador Aécio Neves anexando aos autos uma postagem do doutor no Facebook, mostrando uma cena de sua sala de estar na qual recebia quatro grão-tucanos (Antonio Anastasia, Cássio Cunha Lima, José Serra e Tasso Jereissati.) A foto, tirada 12 dias depois do Supremo Tribunal Federal ter determinado seu afastamento, tinha a seguinte legenda: “Na pauta, votações no Congresso e a agenda política.”
Para Janot, essa é uma prova de que, mesmo afastado, Aécio continuou operando no Senado.
Trata-se de um caso de malversação de imagem. Dois participantes do encontro juram que o quarteto foi à casa de Aécio por pura cortesia, não tratou de política e jamais supôs que a fotografia, clicada por Letícia, a mulher do senador, fosse usada para bombá-lo.
A legenda, feita por Aécio, revela quão desorientado estava o ex-candidato do PSDB à Presidência. Foram meses de falta de rumo pessoal, político e financeiro

Brasília: às vésperas da denúncia, Temer reúne aliados

Às vésperas de ser denunciado, Temer reúne núcleo político em Brasília
Folha de S. Paulo – Gustavo Uribe

O presidente Michel Temer reúne o núcleo político de seu governo no Palácio da Alvorada no início da noite deste domingo (25), às vésperas de a Procuradoria-Geral da República apresentar à Câmara denúncia sobre ele.
Temer retornou no sábado (26) da Europa, onde cumpriu agenda oficial durante a semana. No final desta manhã, ele recebeu no Palácio do Jaburu os ministros Moreira Franco (Secretaria-Geral) e Grace Mendonça, da AGU (Advocacia-Geral da União).
Procurados nesta tarde, os principais líderes partidários da base aliada disseram que ainda não estavam em Brasília e, por isso, não participariam do encontro.
Participam da reunião os ministros Moreira Franco, Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo), Eliseu Padilha (Casa Civil), Sérgio Etchegoyen (GSI) e Aloysio Nunes (Relações Exteriores), os líderes do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), e no Congresso, André Moura (PSC-SE).
A expectativa é que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresente nesta semana a denúncia contra Michel Temer, alvo de gravação e delação da cúpula do grupo J&F.
O trâmite da denúncia na Câmara tem início na CCJ (Comissão de Comissão e Justiça), colegiado em que o governo tem maioria. A comissão conta com um prazo de até 15 sessões: dez para defesa do presidente e cinco para apresentar do parecer.
A ideia do governo é usar só três sessões para a defesa, pressionando o relator a agilizar a conclusão do parecer.
O relator que irá redigir este parecer ainda não foi definido. Os nomes mais fortes até o momento são os dos peemedebistas gaúchos Alceu Moreira e Jones Martins.
Ambos tiveram parte de suas campanhas em 2014 financiadas por Michel Temer, como mostrou aFolha.
Reportagem publicada neste domingo mostra também que parte dos deputados que vão julgar a procedência da denúncia que a Procuradoria-Geral da República deve apresentar sobre Michel Temer já foi no mínimo citada em planilhas de pagamentos ou nas delações da Odebrecht e da JBS.
Tanto planilhas quanto delatores relacionaram políticos ao esquema de corrupção investigado pela Lava Jato.
Um quinto dos 66 titulares da CCJ foi ao menos mencionado nessas delações ou nas planilhas de propina. Dos 14 congressistas do colegiado que aparecem nesse contexto, dois tiveram seus casos arquivados: Esperidião Amin (PP-SC) e Paulo Maluf (PP-SP).
AGU
No encontro que teve pela manhã, o presidente garantiu à ministra Grace Mendonça sua continuidade no cargo. O peemedebista afirmou que nunca cogitou tirá-la do posto e elogiou o trabalho dela.
No final de semana, ele já havia telefonado para a ministra para negar a intenção de fazer uma mudança na pasta.
Na semana passada, o entorno do presidente afirmava que ele avaliava colocar o subchefe para assuntos jurídicos da Casa Civil, Gustavo Vale Rocha, no comando da AGU.
A intenção era colocar alguém com maior trânsito político no cargo para defendê-lo diante da possibilidade de Rodrigo Janot apresentar uma denúncia contra ele.
Em conversas reservadas no final de semana, no entanto, o peemedebista negou essa possibilidade e disse que estava satisfeito com a atuação da ministra. 

Olinda: dois homens são presos ao tentar assaltar banco

Dupla tentou arrombar o cofre com um maçarico, mas foi surpreendida com a chegada da Polícia Militar às 6h deste domingo (25). Houve mais de 50 disparos, porém ninguém ficou ferido.
Do G1 – PE

Dois homens foram presos na manhã deste domingo (25) após invadirem uma agência do Bradesco no Bairro Novo, em Olinda, no Grande Recife, de acordo com a Polícia Militar (PM). A dupla entrou no banco por volta das 2h e tentou arrombar o cofre com o auxílio de um maçarico, mas foi surpreendida pelo disparo do alarme de segurança, que acionou a PM para ir até o local.
Segundo o tenente Paulo Roberto, do 1º Batalhão da Polícia Militar, os policiais chegaram ao banco por volta das 6h. “Como os vidros da agência são blindados, tivemos que atirar na base para ter acesso ao local em que os homens estavam”, explica. Houve cerca de 50 disparos, mas ninguém ficou ferido.
Com os dois homens presos, foram apreendidas três armas de fogo. “Eles não entraram na agência com os revólveres, pegaram dentro do banco. As três armas estavam dentro de um saco”, detalha o tenente da PM.
A ocorrência foi encaminhada ao Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), localizado no bairro de Afogados, na Zona Oeste do Recife. O G1 tentou entrar em contato com o Bradesco, mas não obteve retorno às ligações.

Outro caso em Olinda

Em agosto de 2016, uma agência do Santander em Bairro Novo também foi alvo de assalto. Na época, a Polícia Militar informou que o grupo também utilizou um maçarico para destruir um dos terminais eletrônicos do banco. Após fazer um buraco no aparelho, os assaltantes levaram uma quantia em dinheiro não informada.

Denúncia de Janot contra Temer

Folha de S. Paulo - Por Painel

Às vésperas da apresentação da primeira denúncia de Rodrigo Janot contra Michel Temer, o relator da investigação no Supremo, Edson Fachin, ainda não decidiu que rito adotará para o caso, que é inédito. Há dúvidas se ele deve abrir prazo para defesa antes de enviar o pedido ao Congresso.
 O ministro passou os últimos dias consultando aliados e colegas do Supremo. Segundo pessoas próximas, passaria este fim de semana “meditando” sobre o assunto.
Já a oposição a Temer na Câmara vai fazer barulho para tentar impedir que a votação da denúncia de Janot contra o presidente seja feita a toque de caixa. Deputados articulam para que a sessão no plenário seja lenta e desgastante.
Os oposicionistas lembram que a sessão do impeachment de Dilma Rousseff durou três dias.
Enquanto isso, em meio à expectativa da denúncia de Janot, o governo Temer se prepara para novos protestos em Brasília. Há chamado para greve geral no dia 30. Vários ministérios ainda estão cercados por tapumes.